Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ser mamã ♡

Ser mamã ♡

25
Jan15

Bater do coração

catii

Eram duas horas da tarde, estava um dia calmo, menos o meu coração estava a bater quase que saltava pela boca, estava nervosa mas ao mesmo tempo entusiasmada. Então entrei sentei-me naquelas cadeiras de plástico que de esperar até as costas faziam doer, pessoas passavam em frente, aceleradas, e a minha volta eram só barrigas, umas grandes outras pequenas, todas com seu lindo formato. Mas aquele cheiro de hospital que permanecera sobre o meu nariz, o coração acelerava cada vez mais, as costas de estar naquela posição sentada sobre aquela cadeira, as pernas estremeciam parecia não conseguir estar quieta, confesso que tudo me vinha a cabeça, imaginava a médica e as suas palavras, que cansaço. Foi então que ao fim de uma hora de espera ouvi o meu nome vindo parecia de um megafone enorme, e a minha cabeça aí bloqueou, não me conseguia concentrar, estava ainda mais nervosa, não sabia em que posição ficar, o que ia ouvir, a minha cabeça estava gelada, confesso que pensei sempre o pior até aos últimos minutos, mas lá entrei com um sorriso no rosto, e com o meu marido ao meu lado,fez-me sentir mais calma, mais tranquila tinha o apoio dele perto de mim,tinha os nervos dele tão pertinho dos meus, mas a mão dele sobre a minha acalmou qualquer dúvida, qualquer medo ou insegurança. Assim a médica ligou o televisor e ali estava o nosso bebé , com 13 semanas, ouvi a médica dizendo tem 5 dedos das mãos, dos pés, tudo perfeitinho, está a formar se muito bem, confesso que aí me emocionei, queria chorar de alegria, mas ao mesmo tempo as lágrimas pareciam ter secado, o coração estava agora adormecido,mas logo de seguida ouvi um som forte, fazendo o pum, pum, um batuque inexplicável, e de repente parecia existir uma tempestade lá dentro,assustei me Confesso disse em tom alto" Possa que som este?"ah trevoada lá dentro ou quê? ". Num ar irónico mas feliz. Aquela sensação única de sentires que aquela imagem meio inundada que aparecera na TV, é o teu bebé, é sangue do teu sangue, é uma vida dentro de outra vida que se está a formar, que de dia para dia vai crescendo, evoluindo, que sensação maravilhosa. Então ao sair da maternidade Alfredo da Costa em Lisboa, sai sorrindo, com um orgulho imenso, já tinham saído as inquietações, as dúvidas, o pânico de ser mãe pela primeira vez, e o descanso que eu senti, o alívio que naquele momento percorreu a minha cabeça o meu coração estava agora completamente noutro mundo, só esperando ver o nosso bebé da próxima vez ainda maior. " Ser mamã ♡ "

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D